Our social:

Últimas Postagens

quinta-feira, março 23, 2017

Faça sempre tudo com amor...

Não que eu seja melhor, ou pior, que você. Não que eu seja melhor, ou pior, jornalista que um outro colega de profissão. 
Não que eu cante melhor, ou pior, que o outro artista. Então, qual é a diferença? A minha, aí falo com autoridade, pois falo de minha pessoa, é que tudo que vem em minhas mãos, eu faço com amor.
Poesias & Crônicas de Márcio Nato

terça-feira, junho 21, 2016

Olha pra mim


Se você olhar pra mim apenas procurando um rosto bonito, estará perdendo o seu tempo. 
Se você olha para o meu corpo só a procura de músculos, também irá se decepcionar. 
Se você olhar para mim apenas querendo enxergar àquilo que desaparecerá com os anos, quão vazio, sombrio e enganoso é o teu ser.


O que há em mim, é algo que as pessoas procuram a vida inteira.

O que eu tenho de melhor está aqui dentro e só olhos brilhantes conseguem ver. 

Não olhe para mim só com os olhos da carne, pois, ainda, não conseguirá nada a contemplar. Mas olhe para mim com o olhar da sensibilidade e com o toque dos olhos de amor, olhe-me com ternura, olhe-me além de que seus olhos podem ver.


Pois assim, o meu coração tocará o seu coração e você verá que posso ser o cavalheiro de armadura brilhante que a tanto tens esperado. Portanto, olhe para mim agora.


Poesias & Crônicas de Márcio Nato

quinta-feira, junho 09, 2016

Eu sei em quem tenho crido...

Então, erguerei os meus olhos para além dos montes e direi: Eis que vejo, sobre o seu cavalo branco, Aquele que há de julgar os malfeitores deste mundo. Eis que contemplo com o meu olhar Aquele que dará aos homens maus o seu derradeiro final! 
Assim creio, assim espero.... Aleluia!

Poesias & Crônicas de Márcio Nato

terça-feira, maio 31, 2016

terça-feira, maio 24, 2016

Olhando as estrelas



Poesias & Crônicas de Márcio Nato

terça-feira, maio 17, 2016

Parabéns Mãe!!!!

Mãe, obrigado por todo amor, carinho,atenção e cuidado que sempre teve - e por incrível que pareça, ainda tem comigo.

Obrigado mãe pelas noites em que eu, apenas um frágil bebê, chorava e a senhora se levantava só pra ver o que me afligia.

Mãe, não há dicionário no mundo que possa definir a essência deste amor incondicional que há é vosso coração.

Outro dia ouvi dizer que: "Deus criou as mães porque ele não pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo". Bem, isso não é verdade, pois, Deus é onisciente, onipotente e onipresente. Logo, ele pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo. como está com você aí agora mãe e também comigo.

Mas Deus criou as mães, para que a humanidade pudesse sentir como é doce o amor que Ele sente por cada ser um humano. Pois, Deus um dia deu o único Filho para morrer em prol da humanidade. E tenho certeza que as mães, se tivessem que escolher entre a vida dos filhos e a própria, nós já sabemos qual seria a escolha...

Mãe, não tenho palavras para dizer o que lateja em meu coração por você. Ainda que me tornasse um doutor em letras, mestre em poesias, especialista em escrever as mais belas canções, eu jamais conseguiria encontrar em toda a enciclopédia do mundo, uma explicação do amor que sinto por ti.

Tem um livro que diz que, "os homens são de marte" então, logo penso que as mulheres sejam de vénus. E as mães? Ah, a mãe dos outros eu não sei... Mas a minha, eu tenho certeza que, veio direto do planeta chamado "Coração Deus".

Te amo mãe parabéns!!!!

seu filho Márcio Nato


Poesias & Crônicas de Márcio Nato

terça-feira, maio 10, 2016

Mãe razão de nosso existir

Que os filhos e filhas se lembrem que todos os dias é o vosso dia!

Que todas as manhãs ensolaradas ou chuvosas, são as vossas manhãs deleitosas de alegria. Entendamos que todas as rosas e flores do campo não são suficientes para vestistes e agradar o teu lindo coração.

Façamos que os vossos sonhos sejam mais do que sonhos, e os sonhos que sonhares se concretizem e se tornem reais em cada amanhecer.
Mãe tu és o sinônimo perfeito do amor que Deus fez brotar na terra.

Nós te amamos mamãe. Hoje e para sempre! 
Poesias & Crônicas de Márcio Nato

quinta-feira, abril 28, 2016

Com muito amor e carinho



Poesias & Crônicas de Márcio Nato

terça-feira, abril 19, 2016

“Foi traído e não traiu jamais, a inconfidência de Minas Gerais

“Foi traído e não traiu jamais, a inconfidência de Minas Gerais”, o antológico “Exaltação a Tiradentes”, de Mano Décio da Viola, Penteado & Estanislau Silva, foi um samba enredo que deu o título de bicampeão do Império Serrano, em 1949.

No entanto, mais que um simples samba enredo, a obra tem um conteúdo histórico nacional fantástico.  Passeando pelo “Brasil Colônia de 1792”, os autores numa melodia munida de blocos harmônicos e poéticos relataram por meio de versos, trovas e acordes a história de Joaquim José da Silva Xavier. 


O carioca nascido na Fazenda do Pombal, em 12 de Dezembro de 1746, foi um dos percursores pela liberdade do Brasil das mãos dos portugueses.  Porém, como conta a história e a música em questão, Xavier foi traído e sacrificado em 21 de abril de 1792.  Logo, nesta quinta-feira, 21 de abril de 2016, é feriado em homenagem a essa personalidade.


Poesias & Crônicas de Márcio Nato

sexta-feira, abril 01, 2016