Desabafo de um bairro


Oi! Meu nome é Rio D`Ouro. Sou um bairro dividido entre três municípios do Estado do Rio de Janeiro. No entanto, sou esquecido e maltratado por todas as autoridades competentes.

Eu tenho em meus domínios uma enorme represa de águas cristalinas e puras, que abastece quase toda a Capital de nosso Estado. Mas, nem assim, o meu governador se lembra de mim.

Dizem também que, eu sou uma reserva ecológica e que, devo ser preservado e cuidado. Porém, o descaso contra mim é enorme!

Os meus habitantes sofrem por esse descaso, e eu fico triste por não poder ajudá-los. Eu e os meus demais amigos, os bairros das proximidades, queremos respeito e melhor qualidade de vida para os nossos moradores. Infelizmente, nós percebemos que, há muita desunião entre esses moradores. Moradores que não se unem para fazer de nós, um lugar melhor para viver!

 Eu só serei um grande bairro, um dia, se os meus moradores lutarem por mim. Se vocês não se unirem, e clamarem, eu continuarei com as ruas cheias de lamas e buracos. Assim também, será com os nossos vizinhos.

Eu sou um lugar bonito, aos olhos de Deus, tenho uma imensa floresta ainda. Mas, eu não posso me auto-urbanizar. O que eu posso dar a vocês é só um pouco de ar puro, e um rio para vocês se banharem, na época do calor.
Por favor, unam-se e lutem por nós! Eu e os meus amigos queremos ser um bairro melhor para vocês.


Poesias & Crônicas de Márcio Nato