Saudade de Você meu querido Pai....

No último dia, 24 de Abril de 2014, completaram-se exatamente nove anos que o meu pai deixou a mim e minha família.


Se eu pudesse eu riscaria o mês de abril do meu calendário. Não importa se eu não iria fazer mais aniversário, mas o que importaria para mim é que aquele dia em que ele partiu não tivesse existido.

Sinto saudade de ouvir a voz e risada dele. Me dói no coração, às vezes que vou na minha casa e não o encontro por lá. No entanto, o pior é saber que por lá, não mais o verei...

Lembro quando eu era só um garotinho, ele tirava o chapéu e dizia, "Vem cá da um cheiro na cabeça do vô". Ou quando me colocava sentado em seu colo e ficava me balançando com a perna.

Não esqueço.  Foi com ele com quem, ainda menino, aprendi a fazer a barba. Eu treinava no rosto dele. Corajoso meu pai...

Foi com ele que aprendi a ter moral, ética, respeito, dignidade e sempre, sempre, sempre e sempre dizer a verdade....

Foi ele quem me fez diferenciar o certo do errado, a peneirar e atentar seguir sempre o caminho do bem.

Foi ele quem me deu de comer, quem se preocupava comigo, que levantava as três horas da manhã e com o cavalo Campeão ia para fila do mercado comprar o leite para me alimentar.

Se hoje ainda sou um homem de bem, agradeço aos ensinamentos de simples homem do campo - analfabeto - que ensinou-me a andar com retidão e cabeça erguida.

Obrigado meu saudoso pai -Manoel Pereira Rodrigues - por tudo que fez por mim.

Jamais irei te esquecer meu pai..

www.facebook.com/marcionato
Poesias & Crônicas de Márcio Nato