E quando tudo se perder?

Então, do nada, você descobre que, tudo o que você fez na vida não terá nenhum sentido se não fez por amor. Que todas as conquistas, vaias e aplausos nada valem quando na verdade o mais importante de sua existência se perdeu.

Às pessoas podem ser frias como o gelo. Algumas delas poderão te abandonar e até te deixar só em meio a solidão de um quarto, ou um lugar, escuro e sombrio.

Logo, você descobre que, quem te falava de amor, verdadeiramente, quando você mais precisou da demonstração deste amor, não soube te amar. Simplesmente, aquelas palavras doces e afáveis se foram com o último vento do verão.

Descobre que para algumas dessas pessoas, o amor, para elas, só se resume em palavras. Os atos, atitudes e ações que caracterizam esse amor, passam quilômetros de distancia dos corações demagogos e hipócritas e sem afeições quaisquer com o próximo.

Então, quando se perder e você achar que nada mais tem sentido na vida, o melhor a fazer é sentar-se a beira do caminho e aguardar - da parte de Deus - um anjo bom e verdadeiro para que possa, de maneira tensa, te amar e ensinar-te a essência do amor.

Poesias & Crônicas de Márcio Nato