Os segredos da Meretriz

Não há o que temer quando se tem firmeza e segurança no caminho que trilhamos, mas é preocupante quando trilhamos um caminho incerto.

Um problema não nasce grande, um relacionamento não chega ao fim de uma hora para outra.

 Alguma coisa tem que acontecer para causar um estopim.  Verdadeiro ou falso, algo acontece... Ninguém surta do nada e também, ninguém chora a toa.

Uma mulher que não pode ou não se sente capaz de amar, não deve incluir-se no rol dos românticos apaixonados. Pois, se ela não quer levar alguém inteiramente na verdade, ela vai estraçalhar corações indefesos e ingênuos.  Assim, também devem se comportar os homens frios de sentimentos. Não iludam corações doceis das donzelas, corações estes que querem e buscam amor.

Você jamais conhecerá quem é que te ama de verdade se não buscar a resposta no profundo do escondido.
Um vinho mal bebido pode nos causar muitos transtornos.

Durante um tempo andei embriagado por um vinho, que me era oferecido por uma meretriz.  Essa meretriz, quando a conheci, se mostrou uma mulher aparentemente virtuosa e cheia de qualidades.

 A sua voz era suave como a pluma, suas atitudes eram brandas e os seus gestos refletiam uma luz semelhante a luz solar.  Porém, lá no meu íntimo, eu sabia que, de alguma maneira, ela estava longe de refletir o Sol da Justiça. Mas, mesmo assim, eu andava com essa meretriz...

Aos poucos fui conhecendo o seu lado obscuro e tendencioso. Descobri suas mentiras e omissões.
Na verdade aquela mulher, que no incio de nosso andar se apresentou como virtuosa, era uma meretriz. Uma meretriz que escondia muitos segredos.

Segredos ocultos e tenebrosos  que poderiam até me ceifar a paz se eu não abrisse os meus olhos e procurasse olhar e conhece-la bem...

Amigos (as) estamos cercados de lobos que se comportam como ovelhas, de salteadores vestidos como príncipes e meretrizes que vestem a cor escarlate por baixo de um vestido com um branco falso de cetim.

Elas escondem segredos importantes, nos enfeitiçam e nos deixam embriagados com o vinho da inverdade. Aprisionam e acochambram nossos pensamentos, elas se comportam como  sendo da nobreza da verdade, mas por traz de suas muralhas e quintais elas escondem segredos e atos horríveis que podem destituir uma vida.

Procure uma mulher que tenha a lua embaixo dos pés e afaste-se daquelas que sabem andar sobre as bestas feras da terra.




Poesias & Crônicas de Márcio Nato