Mamãe eu queria ser um Super-Herói

Sim, eu queria ser um Super-Herói...

Eu queria poder voar pelos céus, segurar os arranha-céus, deter o ladrão, acabar com as guerras e entortar o cano do canhão.
Eu queria ser um Super-Herói, eu queria poder acabar com as conspirações, interromper as maldições, deter os malandrões e tampar a boca dos vulcões.

Eu queria ser um Super-Herói, ser mais rápido do que uma bala, correr mais que um trem, e como um Anjo da Guarda, salvar o neném.


Mamãe eu queria ser um Super-herói, voar na velocidade da luz, ter peito de aço, mas se por ventura me batesse o cansaço.... Mamãe, eu só queria ser rápido o bastante pra descansar no aconchego de teus braços. 

Poesias & Crônicas de Márcio Nato