Eu sei em quem tenho crido...

Então, erguerei os meus olhos para além dos montes e direi: Eis que vejo, sobre o seu cavalo branco, Aquele que há de julgar os malfeitores deste mundo. Eis que contemplo com o meu olhar Aquele que dará aos homens maus o seu derradeiro final!

Assim creio, assim espero.... Aleluia!




Poesias & Crônicas de Márcio Nato