Olha pra mim


Se você olhar pra mim apenas procurando um rosto bonito, estará perdendo o seu tempo. 
Se você olha para o meu corpo só a procura de músculos, também irá se decepcionar. 
Se você olhar para mim apenas querendo enxergar àquilo que desaparecerá com os anos, quão vazio, sombrio e enganoso é o teu ser.


O que há em mim, é algo que as pessoas procuram a vida inteira.

O que eu tenho de melhor está aqui dentro e só olhos brilhantes conseguem ver. 

Não olhe para mim só com os olhos da carne, pois, ainda, não conseguirá nada a contemplar. Mas olhe para mim com o olhar da sensibilidade e com o toque dos olhos de amor, olhe-me com ternura, olhe-me além de que seus olhos podem ver.


Pois assim, o meu coração tocará o seu coração e você verá que posso ser o cavalheiro de armadura brilhante que a tanto tens esperado. Portanto, olhe para mim agora.


Poesias & Crônicas de Márcio Nato